ODONTOPEDIATRIA

Na Odontopediatria, as crianças são as verdadeiras beneficiadas, porém, bebês e gestantes também poderão ser atendidos pelo profissional especialista nessa área.

O odontopediatra é responsável pelo diagnóstico, prevenção e tratamento de todos os problemas de saúde bucal das crianças e bebês, além de dar as devidas orientações para a mamãe que o procura, tudo isso, em um ambiente acolhedor, repleto de carinho e muita atenção.

 

Pré-natal Odontológico: a saúde de bebê começa na barriga da mãe. O pré-natal odontológico é importante para manter a saúde bucal da mãe e garantir que o bebê nasça saudável.Nesse período o organismo da gestante passa por uma grande variação hormonal, o que resulta em diversas alterações relacionadas a cavidade bucal. Entre elas, a hipossalivação e os enjoos dificultando a escovação adequada, facilitando assim o desenvolvimento da gengivite, periodontite e lesão de cárie, resultando em complicações que podem até colaborar para a ocorrência do parto prematuro do bebê. 

Durante as consultas do pré-natal odontológico o profissional deve também orientar a futura mamãe sobre importância e cuidado na amamentação e com a saúde bucal do bebê. Vale ressaltar, que se possível, o ideal é realizar uma consulta com o dentista antes mesmo de engravidar, para que dessa maneira seja feito um "check up" bucal. Caso isso não ocorra procure o profissional já no primeiro trimestre da gestação e inicie o seu pré-natal.

Você já levou seu bebê ao Odontopediatra?
Se a sua resposta for não, saiba que a Associação Brasileira de Odontopediatria e a Sociedade Brasileira de Pediatria recomendam que, a primeira visita ao Odontopediatra, seja realizada antes mesmo da erupção do primeiro dentinho de leite, o que, geralmente, ocorre entre os 6 e os 12 meses de idade.

É nessa consulta que se inicia o vínculo do profissional com o bebê e, além disso, nesse mesmo momento, o Odontopediatra fornecerá orientações importantes sobre:

- erupção dos dentes;
- aleitamento materno;
- respiração;
- mastigação e deglutição;
- dúvidas sobre hábitos (ex: chupeta, mamadeira e/ou dedo);
- quando e como realizar a higiene oral;
- uso adequado do flúor.

A criança que conta com o acompanhamento desse profissional desde essa primeira fase, terá uma possibilidade muito menor de desenvolver cárie e, caso haja a necessidade de alguma intervenção, o vínculo criança/profissional, já estabelecido, tornará tudo mais tranquilo e prazeroso.

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram